sábado, 17 de junho de 2017

Desinformémonos (Mario Benedetti)

Desinformémonos hermanos
tan objetivamente como podamos

desinformémonos con unción
y sobre todo
con disciplina

qué espléndido que tus vastas praderas
patriota del poder
sean efectivamente productivas

desinformémonos
que lindo que tu riqueza no nos empobrezca
y tu dádiva llueva sobre nosotros pecadores
qué bueno que se anuncie tiempo seco

desinformémonos
proclamemos al mundo la mentidad y la verdira

desinformémonos
nuestro salario bandoneón se desarruga
y si se encoge eructa quedamente
como batracio demócrata y saciado

desinformémonos y basta
de pedir pan y techo para el mísero
ya que sabemos que el pan engorda
y que soñando al raso
se entonan los pulmones

desinformémonos y basta
de paros antihigiénicos que provocan
ersipelas y redundancias
en los discursos del mismísimo

basta de huelgas infecto contagiosas
cuya razón es la desidia
tan subversiva como fétida

garanticemos de una vez por todas
que el hijo del patrón gane su pan
con el sudor de nuestra pereza

desinformémonos
pero también desinformemos

verbigracia
tiranos no tembléis
por qué temer al pueblo
si queda a mano el delirium tremens
gustad sin pánico vuestro scotch
y dadnos la cocacola de cada día

desinformémonos
pero también desinformemos

amemos al prójimo oligarca
como a nosotros laburantes

desinformémonos hermanos
hasta que el cuerpo aguante
y cuando ya no aguante
entonces decidámonos
carajo decidámonos
y revolucionémonos.

Paciência (ou azar)

Precisa de muita paciência pra aguentar a cegueira da direita e a ingenuidade da esquerda.
Paciência esta da qual vim desprovida, nesta vida.

Bom, azar o meu!

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Endemia

A pior crise não é a econômica. É a moral.

E, infelizmente, não é exclusividade do Executivo Federal. 

A apropriação do público pelo privado é endemia nacional.

E você?  Já fez seu exame pra detectar se foi contaminado?

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Harvest Moon

Come a little bit closer
Hear what I have to say
Just like children sleepin'
We could dream this night away.

But there's a full moon risin'

Let's go dancin' in the light
We know where the music's playin'
Let's go out and feel the night.

Because I'm still in love with you

I want to see you dance again
Because I'm still in love with you
On this harvest moon.

When we were strangers

I watched you from afar
When we were lovers
I loved you with all my heart.

But now it's gettin' late

And the moon is climbin' high
I want to celebrate
See it shinin' in your eye.

Because I'm still in love with you

I want to see you dance again
Because I'm still in love with you
On this harvest moon. 

Because I'm still in love with you

I want to see you dance again
Because I'm still in love with you
On this harvest moon.

terça-feira, 14 de junho de 2016

Apenas um desabafo...

Discordar não gera o direito automático de agressão.

Nem mesmo o dever reflexo de tolerar agressão. 

Manter discussões no plano das ideias é sinal de inteligência!


quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Turpitude


Os grilhões do silêncio me fazem prisioneira
Ainda
O tempo não me trouxe a liberdade
Canalha
As lembranças habitam minha mente
Confusa

Até quando?

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Relembrando...

...o doce e bom Sr. João Araujo (também conhecido como meu vovô), eis que me deparo com esse pequeno poema, de lavra do também sergipano Tobias Barretto (1859):

Ao Promotor Leandro Borges

Quando Deus formou o mundo,
Pra castigo de infiéis:
Deu ao Egito gafanhotos,
Ao Brasil deu bacharéis.

Tempos sombrios.  Os de hoje e os de outrora...